Manuela Cunha, da comissão executiva nacional do partido «Os Verdes», defendeu esta sexta-feira que «é tempo de começar a planear o recuo da ocupação da orla costeira», face ao avanço do mar.

Manuela Cunha, que falava aos jornalistas na Praia da Barra, onde se tem verificado a erosão acentuada da duna primária, considerou que o que os sucessivos governos têm feito, face às investidas do mar em diferentes pontos da costa, «são cuidados paliativos» e medidas avulsas.

«Temos de começar a pensar no recuo da ocupação da costa, o que será um processo moroso e complexo, até porque há os direitos de propriedade das pessoas, mas que tem de ser planeado. A Holanda já está a largar território ao mar e temos de começar a pensar nisso», defendeu.

A dirigente, que durante o dia de hoje integra uma comitiva do partido «Os Verdes» que está a percorrer a costa portuguesa, criticou a «política errada a montante» que tem sido seguida, com reflexos na costa, nomeadamente com a construção de novas barragens que impedem a reposição de inertes.

«Os Verdes defendem que deve ser parada a sua construção e lembro que uma das questões em que mais insistimos quando foi discutido o Plano Nacional de Barragens foi que não foram estudados os impactos na orla costeira», disse.