A atriz norte-americana Jennifer Lawrence foi detida no aeroporto de Londres, depois de ter sido apanhada a mentir aos oficiais do controlo de passaporte sobre o motivo da sua visita à capital inglesa.

Jennifer Lawrence estava em Londres para se encontrar, em segredo, com o realizador Matthew Vaughn e os produtores do primeiro filme da saga "X-Men", de acordo com o Independent. O visto de seis meses intrigou as autoridades e, quando foi questionada sobre o motivo da viagem, a jovem disfarçou o melhor que conseguiu.

A atriz explicou, no programa The Graham Norton Show, que os responsáveis pelo filme lhe tinham pedido para não revelar o motivo da viagem a Londres, mesmo que as autoridades lhe perguntassem.

Eles disseram-me: seja como for, não digas que estás em trabalho, porque eles vão perguntar por causa do visto. Diz que estás aqui por lazer”, explicou a atriz e acrescentou: “Oh meu Deus! Vou ter de mentir à alfândega!”

E mentiu. Quando foi interrogada sobre o motivo da viagem, Jennifer Lawrence terá dito o que lhe pediram, mas não foi convincente.

A atriz confirmou que visitava Londres por motivos pessoais e alegou que tinha o casamento do irmão, em Wimbledon. Mas quando lhe perguntaram se tinha o convite para o matrimónio, ela respondeu que não e a mentira caiu por terra.

Tem o convite? Não. Está a dizer a verdade? Não! Estou aqui em trabalho, não tenho visto e o meu passaporte vai expirar. E nem devia estar aqui”, tentou explicar Jennifer Lawrence às autoridades.

No meio da trapalhada em que se meteu, a atriz acabou mesmo encerrada numa cela do aeroporto enquanto as autoridades entravam em contacto com o realizador de X-Men para provar a sua versão.

Fiquei sentada umas cinco horas numa pequena cena, enquanto eles ligavam para o meu agente. Senti-me minúscula”, confessou.

Jennifer Lawrence interpretou Mystique, uma mutante ruiva de pele azul e olhos amarelos, capaz de assumir a aparência de qualquer pessoa, desde 2011 quando a saga começou. O terceiro filme e último filme, X-Men: Apocalipse, estreou em Portugal a 19 de maio.