O ator Kal Penn diz não conseguir “parar de rir” depois de ser confundido, mais uma vez, com um terrorista. O embaixador russo no Reino Unido, Alexander Yakovenko, usou uma imagem do filme “Grande Moca, Meu” para ilustrar um comentário sobre o Estado Islâmico.
 

“Os EUA ameaçam parar de ajudar o Iraque contra o EI se Bagdade pedir ajuda à Rússia. Os terroristas devem estar a jubilar”.

 

Para ilustrar o comentário, Alexander Yakovenko colocou um frame do filme de 2008, onde a personagem Kumar Patel está a insultar uma passageira do avião onde se encontra e no qual vai ser acusado de terrorismo. O ator exibia uma barba comprida e um turbante.

O comentário valeu uma rápida resposta de Kal Penn, que até já trabalhou na Casa Branca.

“O embaixador da Federação Russa no Reino Unido publicou uma imagem de ‘Grande Moca, Meu’ de uma forma séria. Não consigo parar de rir”.

 
O comentário do ator parece ter sido, no entanto, interpretado como uma provocação pela embaixada Russa, que usou o Twitter, mais uma vez, para esclarecer a situação. A organização disse que tinha sido difícil encontrar uma imagem de “um terrorista a rir”, mas que a performance de Kal na longa-metragem “ilustrava a ideia”.

 

Contudo, apesar do esclarecimento, o ator não quis perder a oportunidade de responder mais uma vez. Agradeceu ao “Sr. Embaixador”, com uma imagem  de Ivan Drago, o opositor de Rocky Balboa, em "Rocky IV”.