Numa altura em que os vestidos pretos usados pelas estrelas de Hollywood assumiram contornos de protesto contra o assédio sexual, Jennifer Lawrence foi criticada por usar um vestido preto, da Versace, onde expõe demasiado o corpo, dizem os críticos, ainda por cima num dia de frio. Notam ainda os críticos da indumentária da atriz que os outros protagonistas da fotografia onde ela aparece com o tal vestido preto estão todos de sobretudo ou casacos de inverno.

O vestido decotado e com uma abertura de lado que revela toda a perna esquerda foi usado durante um evento, em Londres, para publicitar o novo filme onde Jennifer Lawrence participa, “Red Sparrow”. Jennifer Lawrence aparece numa fotografia no exterior, ladeada pelo realizador Francis Lawrence e pelos atores Joel Edgerton, Jeremy Irons e Matthias Schoenaerts. Estariam qualquer coisa como cinco graus em londres nesse dia.

Uma dessas críticas surgiu da parte da jornalista Helen Lewis, do New Statesmen. Helen escreveu no Twitter que a imagem “depressiva (e reveladora)”. A publicação tem mais de 13 mil gostos e foi retweetada mais de 4 mil vezes.

Mas não foi exemplo único. As críticas à atriz proliferaram nas redes sociais: 

 

 

— Stephanie Peatling (@srpeatling) 20 de fevereiro de 2018

A atriz responde às críticas, dizendo que a atitude de quem questiona o uso daquela indumentária “não é feminismo”. Num post no Facebook, Jannifer Lawrence assume a escolha do vestido e diz que os comentários negativos não passam de “uma distração” daquilo que verdadeiramente importa no que toca aos problemas das mulheres.

“Isto não é apenas extremamente ridículo. Estou extremamente ofendida. Este vestido da Versace era fabuloso. Acham que o vou tapar este vestido maravilhoso com um casaco e uma écharpe?”

“Estive cá fora durante cinco minutos. Estaria até na neve por aquele vestido, porque amo moda e aquela era a minha escolha. Isto é sexista, isto é ridículo e isto não é feminismo.”

Os fãs da atriz prontamente apareceram a defendê-la nas redes sociais.