Raphael Shumacher, o ator italiano que estava em coma depois de uma cena da peça de teatro em que entrava ter corrido da pior forma, morreu na quinta-feira à noite.

O ator, de 27 anos, enforcou-se por acidente durante a exibição da peça “Mirage”, no Teatro Lux, no centro histórico da cidade de Pisa.

Numa sessão do passado fim de semana, quando a personagem de Raphael Shumacher - um jovem com dúvidas existenciais - morre, a corda usada à volta do pescoço do ator apertou-o de tal forma que um dos espetadores apercebeu-se da situação e foi em seu auxílio.

Mas o auxílio demorou o tempo suficiente para ser fatal e os médicos declararam a morte cerebral de Raphael Shumacher na quinta-feira, tendo depois desligado as máquinas de suporte de vida. Os órgãos do ator foram doados.

O Ministério Público italiano está a investigar o caso. Os investigadores querem saber se houve alguma falha do teatro no cumprimento das normas de segurança, mas acreditam que se tratou de um acidente.

A família de Shumacher já descartou a hipótese de que se tenha tratado de um ato planeado.