Os filmes "A glória de fazer cinema em Portugal", de Manuel Mozos, e "Undisclosed recipients", de Sandro Aguilar, fazem parte da programação do Festival Internacional de Cinema de Roterdão que abre hoje, nesta cidade holandesa.

"A glória de fazer cinema em Portugal", de Manuel Mozos, é uma ficção baseada em factos reais, a partir de uma carta que o escritor José Régio escreveu a Alberto Serpa, em 1929, na qual manifestou a vontade de fundar uma produtora de cinema.

O filme foi produzido pelo festival Curtas de Vila do Conde, passou no DocLisboa e foi premiado no Festival de Cinema Luso-Brasileiro de Santa Maria da Feira.

"Undisclosed recipients", dirigido por Sandro Aguilar, produzido por Mário Micaelo e a Agência da Curta Metragem, de Vila do Conde, foi rodado no Festival de Paredes de Coura, como observação do quotidiano dos jovens que a ele assistem, entre o alerta e o alheamento, ou "antes e depois daquele segundo beijo", como descreve o realizador.

O filme de Aguilar foi exibido no "Curtas" de Vila do Conde, selecionado para o Festival de Cinema de Locarno e para a iniciativa O Dia mais Curto, no passado mês de dezembro.

O realizador português Miguel Gomes faz parte do júri oficial do Festival de Roterdão, que atribuirá os prémios Hivos Tiger.

A competição conta com oito filmes, entre os quais "A cidade onde envelheço"/"Where I grow old", da realizadora brasileira Marília Rocha, coproduzido por Portugal, sobre duas portuguesas que decidem fixar-se em Belo Horizonte.

"History's Future", de Fiona Tan, artista multimédia de origem australiana, "Motel Mist", de Prabda Yoon, da Tailândia, "Oscuro animal", de Felipe Guerrero, da Colômbia, "The Land of the Enlightened", do belga Pieter-Jan De Pue, e as produções norte-americanas "Radio Dreams", de Babak Jalai, e "A Woman a Part", de Elisabeth Subrin, são os outros filmes em competição.

Do júri também fazem parte o crítico de cinema Peter van Bueren, a atriz Hend Sabry, a realizadora Anocha Suwichakornpong e o diretor do festival de Viena, Hans Hurch.

Esta 45.ª edição do Festival Internacional de Cinema de Roterdão termina a 07 de fevereiro.