A atriz francesa Madeleine Lebeau, última sobrevivente do elenco do filme clássico "Casablanca", morreu aos 92 anos, informou a família ao Hollywood Reporter.

Segundo o enteado da atriz, o realizador Carlos Alberto Pinelli, Madeleine Lebeau faleceu no dia 1 de maio em Espanha.

Nascida em 1923 na localidade de Hauts-de-Seine, próximo de Paris, a atriz vive no filme o papel de amante rejeitada da personagem de Humphrey Bogart.

Madeleine Lebeau iniciou a sua carreira  no cinema antes da Segunda Guerra Mundial. Com a invasão alemã, a atriz, que era judia, foi forçada a fugir de França com o seu então marido, Marcel Dalio. A fuga do casal acabou por passar por Lisboa, de onde partiram com destino aos EUA com passaportes chilenos falsos. Numa cena digna de filme, os documentos falsos foram descobertos numa paragem no México, mas aí conseguiram novos documentos, desta vez canadiano, para alcançarem o seu destino final, os Estados Unidos. A história é contada pelo site de cinema Deadline.

No filme "Casablanca", a atriz participa numa das cenas mais memoráveis do filme, onde grita "Viva a França" após ser cantada a "Marseillaise".