O ator e encenador Luís Miguel Cintra e os realizadores Wim Wenders e Jonathan Demme estarão em novembro no Lisbon & Estoril Film Festival (LEFF), onde serão homenageados.

A nona edição, apresentada esta terça-feira pelo produtor Paulo Branco, decorrerá de 6 a 15 de novembro em vários espaços dos concelhos de Lisboa e Cascais.

A par dos convidados internacionais, de várias áreas artísticas, o LEFF apresentará alguns dos filmes exibidos - e em alguns casos premiados - ao longo dos últimos meses em festivais internacionais.

"Mia Madre", de Nanni Moretti, "Heart of a dog", que Laurie Anderson mostrará em Portugal, "Right now, wrong then", de Hong Sang-Soo, e "Knight of cups", de Terrence Malick, - filme que encerrará o festival -, são quatro das obras selecionadas.

Os escritores Don DeLillo, Hélia Correia - Prémio Camões 2015 - e John Berger e os realizadores Elia Suleiman e Benoît Jacqout também estarão no festival. Para Paulo Branco, é "absolutamente essencial que os espectadores possam ter acesso direto às conversas com eles, em debates e 'masterclasses'".

Da programação, Paulo Branco destacou a homenagem a Luís Miguel Cintra, "o maior ator português, que atravessa tudo o que de mais importante se fez no cinema e no teatro. Haverá projeção de filmes nos quais participou e leitura de poemas pelo próprio ator.

Wim Wenders, o realizador alemão que tem uma antiga ligação a Portugal, estará de regresso para apresentar uma exposição inédita de fotografia, no Museu da Água, com imagens captadas no país quando rodou "O estado das coisas" (1982) e "Viagem a Lisboa".

Os dois filmes integram um curto ciclo que contará também com a exibição da mais recente obra, "Every thing will be fine", e uma versão longa de "Até ao fim do mundo" (1991), que inclui a participação de Amália Rodrigues.

O diretor do festival referiu ainda a presença do realizador norte-americano Jonathan Demme, autor de filmes como "O silêncio dos Inocentes", "Filadélfia", "Selvagem e perigosa" e o recente "Ricki and Flash".

Há dois filmes portugueses no programa: "Montanha", de João Salaviza, seleccionado para a competição, e "Jogo de damas", de Patrícia Sequeira.

A abertura do festival acontecerá com dois filmes: "Anomalisa", animação de Charlie Kaufman e Duke Johnson, grande prémio do júri no festival de Veneza, e "Our brand is crisis", de David Gordon Green.

O realizador russo Andrei Tarkovsky, falecido em 1986, e o pai, o poeta Arseni Tarkovsky, também serão evocados no LEFF. O filho mais novo de Andrei Tarkovsky - que tem o nome do pai - estará em Portugal como elemento do júri da competição.

O filósofo José Gil será o curador de um simpósio sobre loucura e criação artística.

Catarina Vaz Pinto, vereadora da cultura na Câmara Municipal de Lisboa, sublinhou a importância do festival dizendo que a oferta comercial de cinema em Portugal é "limitada" e a "diversidade não é muito grande".