O cineasta Quentin Tarantino tem, a partir desta segunda-feira, uma estrela com o seu nome no Passeio da Fama de Hollywood, atribuída numa cerimónia a que assistiram colegas de profissão, como o ator Samuel L. Jackson.

O realizador de filmes como "Pulp Fiction" ou "Kill Bill", que estreia no início do ano uma nova película, "The Hateful Eight", afirmou-se "feliz" com a atribuição da estrela e disse que, para ele, o dia estava a ser "fantástico".

Perante os fãs presentes na cerimónia, Tarantino falou das suas primeiras experiências em Hollywood, quando era um miúdo e os pais o levavam ao Cinema Chinês de Los Angeles, onde assistiu a "Dois Homens e Um Destino", "Aeroporto" ou "Os Diamantes São Eternos", o primeiro filme que viu com o agente secreto James Bond.

Tarantino, que disse ainda considerar Hollywood o seu "lar", foi apresentado na sessão pelo ator, e companheiro de muitos projetos cinematográficos, Samuel L. Jackson, que celebrou hoje 57 anos, tendo direito a um "Parabéns a Você" cantado pelo público.

Samuel L. Jackson - que em "The Hateful Eight" veste o papel de Marquis Warren - destacou a influência das películas de Tarantino e sublinhou a sua importância no cinema concebido com o objetivo de "fazer as pessoas felizes".