O ator e humorista brasileiro Gregório Duvivier afirmou que o que está a acontecer no Brasil – a destituição de Dilma Rousseff e a formação do governo liderado por Michel Temer – é “uma piada”. O ator, que está em Portugal para a exibição de uma peça de teatro, afirmou no Diário da Manhã, da TVI, que, no Brasil, “a luta contra a corrupção é uma farsa”. Duvivier foi mais longe, afirmando que Michel Temer é um "corrupto comprovado".

“O Brasil faz rir e chorar ao mesmo tempo porque é uma piada. (…) Uma luta contra a corrupção que não é, que é falsa, é fake porque o vice-presidente que articulou o golpe e está assumindo é corrupto também e está envolvido nos escândalos todos.”

Duvivier, que faz parte do grupo “Porta dos Fundos”, não poupou críticas a Michel Temer, o Presidente Interino do Brasil. Para o ator, o antigo número dois de Dilma é "um corrupto comprovado", dando como exemplo o seu envolvimento no caso "Lava Jato"."

"Temos uma presidente deposta que não é ré, deposta por um réu, um sujeito que está a ser julgado pela Lava Jato. É uma piada, é muito louco o que está a acontecer."

Mais, o ator considera que se Dilma cai, Temer e Renan Calheiros, o presidente do Senado brasileiro, também têm de cair.

"Se cair a Dilma tem de cair o Temer, que é corrupto, depois vem o Renan, que é corrupto, o Eduardo Cunha, que já caiu. (..) Se for indo um por um na linha sucessória, não sobra ninguém. A única que realmente não estava implicada era Dilma e foi a única que caiu até agora."

Sobre Dilma Rousseff, não tem dúvidas: a antiga presidente tem muitos problemas, mas nenhum deles passa por corrupção. Aliás, Dilma terá sido, na sua opinião, a primeira pessoa honesta a governar o Brasil.

"Dilma tem vários problemas, ela não negoceia, ela é antiga do ponto de vista ambiental, mas até agora nenhum deles é a corrupção e, estranhamente, é por isso que ela está a cair. Deve ter sido a primeira pessoa honesta a governar a Brasil e é por isso que ela está a cair."

Gregório Duvivier está em Portugal para a exibição da peça de teatro "Uma Noite na Lua", que estará em várias cidades do país durante os meses de maio e junho. No Diário da Manhã falou sobre a história desta peça.

"É um homem que tem de escrever uma peça numa noite.Um homem que está à volta com a sua própria criatividade e com a sua solidão. (..) Tem um final bonito, fala das ideias, de onde vêm as ideias, do teatro."

O ator brasileiro sublinhou que "Uma Noite na Lua" é uma "montanha-russa de emoções", uma vez que é uma comédia que passa pelo drama e até pelo musical.