George Clooney homenageado nos Emmy 2010 (vídeo)

Actor recebeu o prémio humanitário Bob Hope

Por: Redação / IGP    |   30 de Agosto de 2010 às 11:30
George Clooney foi homenageado na cerimónia de entrega dos prémios Emmy 2010. Segundo o site da agência Reuteurs, o actor recebeu o prémio humanitário Bob Hope por contribuir para que a sociedade ganhe uma maior consciência de problemas, como a crise no Haiti após o terramoto de Janeiro.

«É importante valorizar as boas acções, porque vivemos em tempos tão estranhos que o mau comportamento é que ganha todas as atenções e é destaque na imprensa», afirmou Clooney ao receber o prémio. O actor ainda declarou que espera que haja mais iniciativas que «ajudem a manter os holofotes em situações dramáticas que continuam a ser dramáticas mesmo depois de a imprensa se esquecer delas».



De acordo com o presidente e director executivo da Academia de Artes e Ciências Televisivas, John Shaffner, não poderia haver pessoa mais indicada para receber esta homenagem: «George Clooney era uma opção óbvia para este prémio».

Clooney foi uma das celebridades mais activas para que o Haiti se recuperasse da tragédia que o abalou no início deste ano, tendo promovido o programa de televisão «Hope for Haiti», que arrecadou fundos para ajudar a região.

Além disso, o protagonista de «Ocean`s Eleven» também divulgou campanhas de alerta sobre o genocídio em Darfur (no Sudão) e sobre a situação trágica de Nova Orleães depois de o furacão Katrina ter devastado aquela zona em 2005.

Criado em 2002, o prémio humanitário Bob Hope já homenageou personalidades, como Oprah Winfrey e Bill Cosby.

Veja aqui o discurso completo de George Clooney quando recebeu o prémio humanitário Bob Hope



«Mad Men» e «Modern Family» são os grandes vencedores da 62ª edição
Partilhar
FOTOGALERIA:
Gala dos 62º Emmy Awards

George Clooney homenageado nos Emmy 2010 EM CIMA: George Clooney homenageado nos Emmy 2010
COMENTÁRIOS

PUB
IRS: volta a dedução das despesas de educação

Até 2017, os contribuintes, com filhos ou não, vão poder optar pelo regime que lhes for mais favorável: o novo regime do imposto, ou outro que, na sua maioria, é o que vigorou até aqui. O Governo recuou e considera as despesas de educação em separado, mas muda a forma de cálculo