O filme “São Jorge”, do realizador português Marco Martins, não passou à segunda fase de votação dos nomeados para Óscar de melhor filme estrangeiro, anunciou esta sexta-feira a Academia norte-americana de Cinema.

Em comunicado, a instituição revelou que os nove filmes que passam à fase seguinte de votação são “Uma Mulher Fantástica” (Chile), de Sebastián Lelio, “In the Fade” (Alemanha), de Faith Akin, “Corpo e Alma” (Hungria), de Ildikó Enyedi, “Foxtrot” (Israel), de Samuel Maoz, “O Insulto” (Líbano), de Ziad Doueiri, “Loveless” (Rússia), de Andrey Zvyagintsev, “Félicité” (Senegal), de Alain Gomis, “The Wound” (África do Sul), de John Trengove, e “O Quadrado” (Suécia), de Ruben Östlund.

Um número recorde de 92 filmes tinha sido candidatado, tendo sido selecionadas seis obras pelos membros da Academia das Artes e Ciências Cinematográficas e mais três pelo comité executiva da categoria.

Estreado nos cinemas portugueses em março passado, "São Jorge" conta a história de Jorge, um pugilista, desempregado, que aceita trabalhar numa empresa de cobranças difíceis para pagar as suas próprias dívidas e para tentar que a mulher e o filho não emigrem.

O filme conta com atores profissionais como Nuno Lopes, José Raposo, Mariana Nunes, Gonçalo Waddington e Beatriz Batarda, mas também não-atores, a quem é dada voz para falar sobre crise, desemprego e falta de dinheiro.

Antes de chegar aos cinemas portugueses, o filme teve estreia mundial no verão de 2016 no Festival de Cinema de Veneza, onde Nuno Lopes foi distinguido como melhor ator.

A 90.ª cerimónia de entrega dos Óscares vai ter lugar no dia 04 de março, em Hollywood, sendo as nomeações anunciadas no dia 23 de janeiro.