Para as curadoras, "as ideias de Lonzi sobre a criatividade, sexualidade e política têm grande eco em algumas das questões mais urgentes da arte e do feminismo na atualidade, e a exposição apresenta trabalhos que vêm reconsiderar o seu legado, pelo seu potencial transformador".



"Teve um impacto enorme e foi uma revolucionária nessa época na forma de abordar o corpo feminino e as ideias políticas", disse ainda a curadora.