O polémico cineasta norte-americano Michael Moore surpreendeu esta terça-feira ao anunciar que chega às salas de cinema na quinta-feira o seu mais recente filme, cujo enredo gira à volta de Donald Trump, candidato republicano à Casa Branca.

O filme, com o título “Michael Moore in TrumpLand” e que se baseia numa obra de teatro escrita por Moore, terá a sua estreia no IFC Center, de Nova Iorque.

A sinopse oficial do filme explica que o projeto é uma repetição da obra de teatro que Moore esperava apresentar no Ohio, nos Estados Unidos.

Vem ver o filme que os republicanos do Ohio tentaram impedir. O vencedor do óscar Michael Moore adiantou-se ao entrar em território hostil, no coração da terra de Trump, com o seu filme arriscado e hilariante, no coração da terra de Trump, semanas antes de realizarem-se as eleições de 2016”, refere o comunicado sobre a película.

Michael Moore publicou na sua conta na rede social do Twitter uma fotografia da sala de montagem do filme, acompanhada pela frase: “Há algo cozinhar. Ontem à noite, na cozinha (…)".

Moore venceu o Óscar do melhor documentário em 2003 com o “Bowling for Columbine” e foi de novo candidato com “Sicko” (2007), uma história que denunciava as debilidades do sistema de saúde nos Estados Unidos.

No trajeto de Moore, repleto de obras de conteúdo controverso, como “Capitalism: A Love Story” (2009) e “Where to Invade Next” (2015), destaca-se “Fahrenheit 9/11” (2004), que se converteu no documentário com maior êxito da história dos Estados Unidos ao obter receitas nas salas de cinema de 119,1 milhões de dólares (108,5 milhões de euros).