Daniel Fleetwood, um fã de Star Wars que se encontrava numa fase terminal de cancro, e que teve a possibilidade de assistir a uma primeira versão do próximo filme da saga, morreu esta terça-feira. 

A notícia foi confirmada pela mulher de Daniel, Ashley Fleetwood, através do Facebook.
 

"Daniel teve uma luta incrível até ao fim. Está agora com Deus e com a força. Morreu durante o sono e em paz. Será sempre o meu ídolo e o meu herói. Por favor, abraça o tio Marc por mim e dá muitos beijos à Lucy. Descansa em paz, meu amor. Esta foi a última selfie que tirámos juntos".



Na última quarta-feira, o desejo do fã tornou-se realidade quando os diretores da produtora se dirigiram a sua casa e o informaram de que tinha sido autorizado a assistir a uma versão não editada do filme "Star Wars: The Force Awakens". Daniel, de 32 anos,  assistiu ao filme logo no dia a seguir.

No entanto, este sonho só foi possível graças a uma intensa campanha nas redes sociais. Com a hashtag #ForceForDaniel foram muitos os que pressionaram a Disney para permitir que Daniel visse o episódio um mês antes da data prevista de lançamento. A campanha contou até com o apoio das estrelas de Star Wars, Mark Hamill e John Boyega.

Daniel Fleetwood sofria de um sarcoma nas células fusiformes, uma forma rara de cancro do tecido conjuntivo. Em julho passado, os médicos informaram-no de que só tinha mais dois meses de vida.