O casamento de Angelina Jolie e Brad Pitt chega ao fim. 

A advogada da atriz confirmou que os papéis do divórcio já deram entrada no tribunal, noticia a Reuters. 

A notícia foi avançada pelo site TMZ, que cita fontes próximas do casal. A separação fica, segundo estas, a dever-se a uma falta de entendimento do casal no que respeita à educação dos seis filhos. E, em consequência, Angelina Jolie pede a custódia das crianças e descarta a hipótese de uma guarda partilhada, desejando que o pai apenas tenha direito a visitas. O site adianta ainda que Angelina Jolie não gostava que Brad Pitt fumasse "erva". 

As mesmas fontes sublinham que o divórcio não tem a ver com a interferência de uma "terceira pessoa" na relação.

Segundo o TMZ, Jolie e Pitt estão separados desde 15 de setembro. O ponto final na relação de 12 anos acontece, assim, praticamente dois anos após o casamento, em agosto de 2014.