A atriz norte-americana Shailene Woodley foi detida durante um protesto contra a construção de um oleoduto no estado norte-americano da Dakota do Norte. Segundo as autoridades, a atriz foi detida por invasão criminosa e participação em tumulto. 

A estrela da saga "Divergente" foi detida enquanto gravava o protesto em direto no Facebook. A manifestação, que ocorreu na segunda-feira, reuniu cerca de 200 pessoas. Os manifestantes concentraram-se num local de construção do oleoduto a cerca de 3,2 quilómetros a sul da cidade de Saint Anthony. 

A polícia informou que Shailene Woodley foi uma das 27 pessoas detidas durante o protesto. Em causa estão acusações de invasão criminosa e participação em tumulto. 

A atriz, de 24 anos, contou que estava a caminhar de forma pacífica para o carro quando foi detida. O vídeo partilhado no Facebook depressa se tornou viral.

“Eles agarraram-me pelo casaco e disseram que não podia continuar. Tinham armas grandes e não me deixavam ir embora”, sublinhou a atriz.

 

A construção deste oleoduto tem motivado muitos protestos nos Estados Unidos. A estrutura vai atravessar quatro estados norte-americanos: Iowa, Illinois, Dakota do Norte e Dakota do Sul.

A empresa por detrás do projeto, a Energy Transport Partners, considera que a construção vai impulsionar as economias locais. No entanto, os ativistas e os residentes temem que o transporte de cerca de 570.000 barris de petróleo por dia vá afetar os canais de água da região.