O realizador Manoel de Oliveira, que morreu este ano aos 106 anos, será homenageado na 6.ª edição do Festival de Cinema Português no Reino Unido, Utopia, que arranca esta terça-feira e decorre até ao próximo domingo.

Os filmes "Vou para Casa" (2001), nomeado para a Palma de Ouro do Festival de Cannes, que hoje abre o certame, e "O Gebo e a Sombra" (2012), a derradeira longa-metragem do realizador português, foram selecionados como um "humilde tributo" ao realizador portuense.

"O magnífico trabalho de Oliveira vai inquestionavelmente permanecer como uma inspiração para gerações vindouras", dizem os organizadores do festival, que são citados pela Lusa.

A edição deste ano terá como tema "As Mulheres e o Cinema", com o objetivo de dar destaque a cineastas contemporâneas, como Marta Pessoa, que estará em Londres para apresentar o documentário "Quem Vai à Guerra", sobre o papel das mulheres durante a Guerra Colonial.

A realizadora vai participar num debate sobre a "inviabilidade das mulheres no cinema e na história", com especialistas em género e história, na Universidade Birkbeck, onde antes será projectado o filme.

Outros filmes que fazem parte do programa são "Em Segunda Mão", de Catarina Ruivo, protagonizado por Pedro Hestnes (1962-2011), e "Yvone Kane", de Margarida Cardoso, que revisita, num jogo de memórias entre diferentes gerações, a queda do antigo império colonial, o processo das independências em África e as situações de guerra civil que se seguiram, nas novas nações.

"Respondendo a uma indústria que é dominada por realizadores masculinos, o festival assume o desafio de contribuir para responder à questão crucial de como o trabalho destas talentosas mulheres cineastas se mantém largamente desconhecido e por reconhecer, tanto internacional como nacionalmente", referem os organizadores.

O Festival de Cinema Português no Reino Unido (http://www.utopiafestival.org.uk/), agora intitulado Utopia, tem lugar anualmente, desde 2010, e inclui trabalhos dos diferentes países lusófonos, usando diferentes salas de cinema da capital britânica, como o Barbican Arts Centre, a Whitechapel Gallery, o Institut Français, o Tricycle Theatre ou a Picture House, para mostrar a sua programação.

Utopia é organizado pela Filmville, fundada em 2007 com o objetivo de promover o cinema de língua portuguesa no Reino Unido, dirigida pela investigadora e curadora Érica Faleiro Rodrigues.