A saga Star Wars acaba de ganhar um novo capítulo nos cinemas. Chama-se “Os Últimos Jedi" e, no centro da aventura espacial, está o personagem imortalizado por Mark Hammil.

Num exclusivo nacional da TVI, o Vítor Moura entrevistou o ator e o resto do elenco, na antestreia europeia, em Londres.

Dois anos depois de “O Despertar da Força", numa galáxia muito muito distante, é a vez de “Os "Últimos Jedi".

Da mesma maneira que Han Solo foi a estrela do episódio anterior, este é dedicado ao não menos mítico Luke Skywalker.

“Como fã do Star Wars, quando era miúdo, ele era o meu herói. E, por isso, foi muito, muito estranho sentar-me e tentar dirigir o Mark... Havia sempre uma voz que me dizia: ‘Oh, meu deus. É o Luke Skywalker!’”, disse Ryan Johnson, o realizador, à TVI.

“Acho que estou a gostar mais agora do que gostei quando estava nos meus vintes. Porque tenho alguma perspetiva, agora. Só quando terminou é que realmente percebi como era (uma saga) única e especial”, afirmou Mark Hammil, que faz de Luke Skywalker.

Desta vez, a resistência ao lado negro da Força precisa de todas as ajudas e mais alguma…

“Não é fácil, para os tipos bons, ganhar aqui. Não há vitórias, não há derrotas. A definição de guerra tem agora outra marca no universo Star Wars”, contou John Boyega, cuja personagem é “Finn”, o ex-Stormtrooper.

No meio de muitas incertezas, há perguntas que ganham finalmente uma resposta. E há novos caminhos para uma história com quatro décadas.

“Se viéssemos de outro planeta e tivéssemos de ver filmes, Star Wars seria provavelmente um deles”, garante Benicio Del Toro, “DJ” no filme.

“Ainda não acredito muito bem que faço parte destes filmes estupendos” completou Gwendoline Christie, a "Capitã Phasma".

Quis o destino que este fosse o último filme de Carrie Fisher, falecida há um ano, já depois de terminada a rodagem. É o adeus à "irmã espacial" de Mark Hammil.

“Ela não gostava dessa ideia, já agora. O que lhe disse, quando descobrimos... ‘Espera aí! Se eu sou o irmão da Princesa Leia, isso não faz de mim realeza?!’ E ela disse: ‘Não!’ ‘Está bem, relaxa! Só estou a perguntar’”, conta Mark Hammil.

“Estou muito feliz com a resposta das pessoas à Rey, mas penso que ela é um tipo diferente de personagem, para uma geração diferente”, afirmou a atriz Daisy Ridley, sobre a comparação com a princesa Leia.

Em 2019, a luta continua no episódio 9. Já garantida, embora sem data de estreia, está uma nova trilogia.