O filme «Amour Fou», da austríaca Jessica Hausner, venceu o Prémio de Melhor Filme do Lisbon & Estoril Film Festival, que termina hoje, anunciou a organização.

«Amour Fou» é uma comédia romântica livremente baseada no suicídio do poeta Heinrich von Kleist, em 1811, em Berlim, no período do romantismo.

O Prémio Especial do Júri João Bénard da Costa foi atribuído a «Phoenix», do alemão Christian Petzold, centrado em Nelly Lenz, uma sobrevivente de um campo de concentração que ficou seriamente desfigurada e é levada para Berlim por Lene Winter, da Agência Judaica. O prémio constitui uma homenagem ao cinéfilo e antigo diretor da Cinemateca Portuguesa João Bénard da Costa.

O Prémio Revelação foi para «Heaven Knows What», dos norte-americanos Joshua e Bem Safdie, baseado na história de vida de Arielle Holmes, contada em livro, uma jovem heroinómana que, até há um ano, vivia nas ruas de Nova Iorque.

A atriz sueca, criada em Espanha, Ingrid García Jonsson, venceu o Prémio de Melhor Atriz com o papel desempenhado em «Hermosa Juventud», do catalão Jaime Rosales. «Angels of Revolution», do russo Aleksei Fedorchenko, venceu o prémio Cineuropa.

O júri desta edição do Lisbon & Estoril Film Fest era composto pela fotógrafa norte-americana Nan Goldin, o escritor grego Dimítris Dimitriádis, a escritora e jornalista polaca Dorota Maslowska, o artista e realizador francês Philippe Parreno e o artista português Francisco Tropa.

Foi ainda atribuído o Prémio Meo, que distingue o trabalho dos alunos das Escolas Europeias de Cinema, e cujo júri este ano foi composto pelos escritores Peter Handke e Dulce Maria Cardoso e a figurinista Birgit Hutter.

A distinção foi atribuída ex-aequo a «Para pero Sigue», de Lud Monaco, da Escuela de Cine Barcelona, Espanha, e a «Paul e Virginie», de Paul Cartron, do Institut des Arts de Diffusion, Bélgica.

Nesta categoria foram ainda atribuídas Menções Honrosas a «Poço das Almas», de Filipa Pinto, da Escola Superior de Teatro e Cinema, a «Saba», de Sara Santos, da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes, e a «Do Outro Lado», de Artur Maurício, da ETIC - produções de alunos de escolas portuguesas.

O Lisbon & Estoril Film Festival decorreu desde o dia 07 de novembro e termina hoje em salas do Estoril, Cascais e de Lisboa.