E os vencedores parecem ser os atores e realizadores que boicotaram a última edição dos Óscares, contestando o facto de, pelo segundo ano consecutivo, não haver um ator negro entre os nomeados.

A Academia de Hollywood divulgou agora a lista dos 683 convidados para o júri da próxima edição, onde cerca de metade são mulheres e dois quintos dos mesmos não são de raça branca.

Face às críticas de que a indústria de cinema norte-americana é controlada por homens e de raça branca, a presidente da Academia Cheryl Boone Isaacs prometeu alterar a situação, promovendo a diversificação e transparência do júri que nomeia e escolhe os melhores filmes do ano.

Consequência da polémica gerada, a última edição dos Óscares, no passado mês de fevereiro, registou as mais baixas audiências televisivas desde 2008.

Este ano, os 683 convites são mais do dobro do que os 322 do ano passado. Caso os convidados aceitem integrar os jurados, a composição deverá ser mais diversificada, com a quota de mulheres a subir para os 27% e dos elementos de outras raças a chegar aos 11%.

Entre os agora convidados figuram nomes de atores, realizadores e outros elementos da indústria do cinema, como Tessa Thompson, Idris Elba, Vivica A. Fox, America Ferrera, Oscar Isaac, Daniel Dae Kim, Ryan Coogler, Patty Jenkins, Karyn Kusama, Lana and Lilly Wachowski, Taika Waititi e James Wan.