Brad Pitt está disposto a lutar pela custódia conjunta dos seis filhos que tem com Angelina Jolie. Os atores norte-americanos anunciaram, publicamente, na terça-feira, a separação após 12 anos de vida em conjunto.

De acordo com o site TMZ, Angelina Jolie alega que as divergências na maneira de educar os seis filhos tornam o divórcio inevitável, pelo que a atriz pede a custódia plena de Maddox,15 anos, de Pax, 12, de Zahara, 11, de Shiloh,10, e dos gémeos Knox e Vivienne, de 8, permitindo ao pai apenas visitas.

Mas uma pessoa próxima da família, ouvida esta quarta-feira pelo TMZ, afirma que Angelina Jolie “está a sonhar” se acha que poderá afastar os filhos de Brad Pitt.

"Não há nenhuma possibilidade de isso acontecer", diz a fonte.

Ao jornal britânico Independent, uma fonte próxima do ator e da família dele confirma que Brad Pitt só soube do pedido de divórcio um dia antes de se tornar público.

"Ele soube muito pouco antes de acontecer. Ele está apenas a tentar certificar-se de que as crianças estão bem e a ser devidamente cuidadas", sublinha.

A fonte do TMZ diz que Brad Pitt não vai permitir que Angelina Jolie o frustre em relação a isso. Por outro lado, diz ainda a fonte, Brad Pitt, que considera Jolie uma excelente mãe, não tem a intenção de magoá-la ao longo do processo, mas ele ainda está devastado com a situação.

A fonte citada pelo Independent defende o ator e garante que ele jamais colocaria as crianças em risco. Angelina Jolie alegou que o uso de "erva e álcool, misturados com a dificuldade de Brad Pitt controlar a raiva”, poderia tornar o comportamento do ator perigoso para as crianças.

A mesma fonte acrescenta que a principal preocupação, tanto de Brad Pitt e como de Angelina Jolie, é evitarem ser "negativos" e chegarem a uma resolução o mais rápido possível para o bem dos filhos.

"Ange é uma grande mãe e Brad é um pai muito empenhado e ambos só querem o que é melhor para as crianças. Infelizmente, as pessoas estão a introduzir alegações infundadas quando na verdade os dois querem resolver a situação pelos filhos.”

A fonte classifica as notícias que ligam Brad Pitt a Marion Cotillard, colega de elenco no filme “Allied”, como "totalmente falsas".

"É vergonhoso que alguém introduza uma terceira pessoa completamente inocente num problema e que não tem nada a ver com eles."

De acordo com o Daily Mail, a atriz francesa Marion Cotillard já fez saber que "está numa relação" e mostrou-se "chocada" com o fim do casamento de Jolie e Pitt.

Num comunicado divulgado horas depois de o advogado de Angelina Jolie ter confirmado que a cliente pediu o divórcio, Brad Pitt disse que está “triste”.

“Estou muito triste com tudo isto, mas o mais importante é o bem-estar dos nossos filhos”, pelo que “agradeço à imprensa que lhes dê o espaço que que eles precisam neste momento”, declarou.