O filme "Batman V Super-Homem: O Despertar da Justiça", em exibição nas salas de cinema portuguesas, utilizou uma tecnologia áudio desenvolvida pelo docente do Instituto Politécnico de Leiria Nuno Fonseca.

O áudio deste novo filme da Warner Bros. Pictures recorreu a um software com um sistema de partículas desenvolvido por Nuno Fonseca, refere o politécnico em nota de imprensa.

Segundo o comunicado, "esta nova tecnologia tem capacidade para lidar com milhares de sons em simultâneo e é especialmente vocacionada para grandes produções cinematográficas", tendo sido já utilizada em filmes como o remake do "Poltergeist", "The Forest", "The Walk", "Steve Jobs", e agora neste "Batman V Super-Homem".

Esta tecnologia está também a ser usada em algumas "superproduções" com estreias marcadas para este ano. "Com esta nova tecnologia, o computador consegue criar e gerir milhares de sons em simultâneo, conseguindo um resultado muito mais realista e com muito menos trabalho", explica Nuno Fonseca, citado na nota.

O software está a ser testado em todos os principais estúdios de pós-produção áudio a nível mundial, como Skywalker Sound, Sony Pictures, Warner Bros., Universal, 20th Century Fox, Technicolor (Paramount Studios), Formosa, Pinewood (UK), e desde outubro, passou igualmente a ser testado no Park Road Post, o estúdio de pós-produção de Peter Jackson, na Nova Zelândia.

O novo filme "Batman V Super-Homem: O Despertar da Justiça" é já considerado um dos mais caros da história do cinema, e conta com a participação de atores como Ben Affleck, Amy Adams, Henry Cavill, Jesse Eisenberg, Jeremy Irons, Kevin Costner, entre outros.

Nuno Fonseca é coordenador da licenciatura em Jogos Digitais e Multimédia do Politécnico de Leiria e professor no departamento de Engenharia Informática da ESTG.

É professor convidado da Escola Superior de Música de Lisboa e membro do "Technical Committee on Sound for Digital Cinema & Television" da Audio Engineering Society, e membro da “Society of Motion Pictures & Television Engineers”.