O compositor e produtor islandês Jóhann Jóhannsson, autor da música de filmes como “A Teoria de Tudo”, ou “Sicário”, foi encontrado morto esta noite, no interior do seu apartamento, em Berlim..

“É com profunda tristeza que confirmamos o falecimento do nosso querido amigo Jóhann. Perdemos uma das pessoas mais talentosas e brilhantes que tivemos o privilégio de conhecer e trabalhar. Que sua música continue a inspirar-nos”, escreveu no Twitter o agente do compositor, Tim Husom, que não esclareceu a causa da morte.

Rosalie Voss, que dirige a empresa Redbird Music, que geria a carreira do compositor de 48 anos, disse à agência Associated Press que a causa da morte ainda não é conhecida e que a polícia alemã está a conduzir uma investigação. "Esperamos ter mais informações nos próximos dias".

Nascido em Reykjavík, na Islândia, Jóhannsson iniciou sua carreira como um guitarrista de rock, mas acabou por enveredar pela composição de bandas sonoras para películas.

O compositor distinguia-se por misturar sons clássicos e eletrónicos modernos nas bandas sonoras, tendo sido indicado duas vezes como candidato aos Oscares pelos filmes “A Teoria de Tudo” e “Sicario – Terra de Ninguém”.

Jóhann Jóhannsson, que ganhou um Globo de Ouro por “A Teoria de Tudo” mantinha ainda uma parceria regular com o realizador franco-canadiano Denis Villeneuve, tendo também composto a música dos filmes “A Chegada” e “As raptadas”.