O realizador canadiano Robin Aubert voltou a ser premiado no Fantasporto, anunciou hoje a organização do festival, ao atribuir o grande prémio da 38.ª edição a “Les Affamés”, que também recebeu a distinção de melhor realização.

Depois de ter sido premiado pela melhor realização no Fantasporto em 2006, Aubert é agora duplamente galardoado, com a conquista do grande prémio do festival por uma obra que conta a história de uma “pequena e remota aldeia do Quebeque”, onde “os habitantes locais sofreram terríveis modificações e de repente viraram-se contra as pessoas que mais amavam”, segundo a sinopse do festival.

Escrito e realizado por Aubert, "Les Affamés" foi já premiado no Festival Internacional de Cinema de Toronto, no festival de Novo Cinema de Montreal e no Festival Internacional de Cinema Fantástico Nocturna Madrid, segundo a listagem do iMDB.

De acordo com a organização, o prémio especial do júri da secção oficial de cinema fantástico foi para “November”, de Rainer Sarnet, que também foi distinguido pelos efeitos especiais, enquanto Ian Veneracion venceu o prémio de melhor ator por “The Water Spirit” e Jessica McLeod o de melhor atriz por “The Hollow Child”.

O melhor argumento foi dado a “Glass Garden”, de Shin Su-won, e o título de melhor curta-metragem do festival foi atribuído a “Belle à Croquer”, de Axel Courtière.

Na Semana dos Realizadores, o prémio de melhor filme foi para “True Friction”, de Jin-Mook Kim, que também venceu a competição de melhor argumento.

O prémio especial do júri da secção foi dado a “Bikini Moon”, do realizador conhecido do festival Milcho Manchevski, enquanto a melhor realização foi atribuída a “The Originals”, do egípcio Marwan Hamed.

Eric da Silva foi o melhor ator da secção, no português “Uma Vida Sublime”, de Luís Diogo, e Soho Rezanejad venceu o prémio de melhor atriz em “The Charmer”.

O filme “Ajin: Demi-Human” conquistou a secção Orient Express e “The Butcher, The Whore and the One-Eyed Man”, de János Szasz, obteve o prémio da crítica do festival.

Já o prémio do público distinguiu “The Child Remains”, de Michael Melski.

O Festival Internacional de Cinema do Porto Fantasporto termina no domingo e tem hoje a sessão de encerramento, com a exibição do filme vencedor do grande prémio, antecedido pela melhor curta-metragem do evento.

Domingo é “o dia de todos os premiados”, com a exibição dos filmes vencedores nos dois auditórios do Teatro Municipal Rivoli.