O realizador Zhang Yimou foi condenado a pagar uma pesada multa por desrespeito da lei que limita cada casal chinês a ter apenas um filho, noticia a agência chinesa de notícias Xinhua.

O cineasta chinês e a sua mulher têm três filhos, dois rapazes e uma rapariga, e terão de pagar 7,48 milhões de yuan, cerca de 904 mil euros, às autoridades da província de Jiangsu.

Zhang Yimou tem 62 anos e é um dos mais famosos realizadores chineses, assinando filmes como «Herói» (2002), «O Segredo dos Punhais Voadores» (2004) e «As Flores da Guerra» (2011).

A «multa de manutenção social» é aplicada aos casais com mais do que um filho, segundo a lei do planeamento social da China, vigente desde os anos 1970. Esta é a forma do governo chinês tentar controlar os elevados índices de natalidade no país mais populoso do mundo.

As autoridades de Jiangsu explicaram que o cálculo da multa de 906 mil euros foi feito tendo em conta os rendimentos combinados do casal na altura do nascimento de cada filho «extra».

Segundo a agência Xinhua, Zhang Yimou pediu desculpa por violar a lei de planeamento familiar. Apesar da maioria dos casais que habitem em zonas urbanas estar limitado a apenas um filho, o governo chinês começou a abrir algumas exceções ao longo do último ano, permitindo que as famílias tenham uma segunda criança casa um dos pais seja filho único.