A obra «2 Automnes 3 Hivers», do realizador Sébastien Betbeder, inaugura a Festa do Cinema Francês de Coimbra, que se realiza de 22 a 26 de outubro, no Teatro Académico Gil Vicente (TAGV), escreve a agência Lusa.

O ciclo de cinema, que celebra a sua 14ª edição, vai ter em exibição 16 películas, a maioria delas estreadas este ano em França, e engloba os mais diversos géneros cinematográficos, passando pela comédia, pelo documentário e pela animação.

Outra das comédias presentes no festival é «Dentes de Leão», de Carine Tardieu, em exibição a 23 de outubro, que, no elenco, conta com a participação da madrinha do festival deste ano, Agnès Jaoui, realizadora, atriz, argumentista e cantora francesa.

No TAGV também vai ser exibido, no dia 24 de outubro, o documentário «5 Cameras Brisées», nomeado para os Óscares em 2012.

Esta é uma película do camponês palestiniano Emad Burnat e do realizador israelita Guy Davidi, que relata a luta não violenta dos habitantes de uma localidade na Cisjordânia, entre os quais Emad, contra o muro de separação construído por Israel.

No mesmo dia, é exibida a adaptação ao cinema de «A Espuma dos Dias», novela do escritor francês Boris Vian, pelo realizador Michel Gondry, que, em 2005, viu o seu filme «Eternal Sunshine of the Spotless Mind» receber o Óscar de Melhor Argumento Original.

O festival encerra em Coimbra, no dia 26, com o drama «Quelques Heures de Printemps», de Stéphane Brizé, realizador que se estreou em 1993 com a curta-metragem «Bleu Dommage».

A Festa do Cinema Francês, do Instituto Francês de Portugal, abriu em Lisboa no passado dia 10, seguindo a programação, a partir de 20 de outubro, para Almada, Coimbra, Beja, Faro e Guimarães. A última etapa da Festa cumpre-se no Porto, de 4 a 10 de novembro.

A programação prevista para as diferentes cidades pode ser consultada em www.festadocinemafrances.com.