O compositor de Hollywood James Horner, de 61 anos, vencedor de dois Óscares com a banda sonora do Titanic, morreu segunda-feira, na Califórnia, depois de o avião que o próprio pilotava se ter despenhado.
 
De acordo com a imprensa internacional, James Horner, piloto com experiência, seria o único ocupante da aeronave particular, que se despenhou a norte da cidade costeira de Santa Barbara, na manhã de segunda-feira.
 
Segundo os bombeiros, o acidente aéreo causou um incêndio e abriu uma cratera no solo, devido ao impacto.
 
A assistente pessoal do compositor foi uma das primeiras a divulgar a trágica notícia nas redes sociais.
 
“Perdemos uma pessoa extraordinária, com um grande coração e um talento incrível. James Horner morreu a fazer o que gostava. Obrigada a todos pelo apoio e carinho”, escreveu Sylvia Patrycja.

Além do premiado “Titanic”, que conquistou os Óscares de melhor banda sonora e de melhor música com "My heart will go on", protagonizado por Celine Dion, James Horner trabalhou com o realizador James Cameron em mais filmes galardoados, como “Avatar” e “Aliens”. Trabalhou também com Ron Howard nos vencedores de óscares “Uma mente brilhante” e “Apollo 13”; e foi nomeado mais vezes por músicas de filmes como “Braveheart” e um “Um conto americano”, entre outros.