O grupo português Paus e a curta-metragem «Cigano», de David Bonneville, integram o festival norte-americano South by Southwest (SXSW), que começou na sexta-feira em Austin, no Texas.

O South by Southwest, que se prolonga até ao dia 16, é um evento de música, cinema e novas tecnologias que acontece desde 1987, em Austin, acolhendo dezenas de bandas, artistas e profissionais da indústria discográfica.

O grupo português Paus, que edita no final deste mês o álbum «Clarão», atuará no SXSW na quarta-feira, um dia depois de ter tocado no México.

Os Paus, criados em 2010, são formados por Joaquim Albergaria e Hélio Morais, numa dupla bateria, Fábio Jevelim (sintetizadores e guitarra) e Makoto Yagyu (sintetizadores e baixo). Têm editados o EP «É uma Água» e o álbum «Paus».

No SXSW, no programa dedicado ao cinema, será exibida no domingo a curta-metragem «Cigano», de David Bonneville, filme candidato ao galardão «Grand Jury Award», tornando-o elegível para uma nomeação para os Óscares de 2015.

«Cigano», produzido por Fernando Vendrell e com Tiago Aldeia, Jaime Freitas e Manuel Camoesas no elenco, já foi exibido em vários festivais internacionais, entre os quais Locarno, Cannes e Curtas de Vila do Conde.

David Bonneville, nascido no Porto em 1978, assinou ainda as curtas «L'arc-en-ciel» e «Heiko«.

No cinema, destaque ainda para a exibição do documentário «Double Play: James Benning and Richard Linklater», filme de Gabe Klinger sobre a amizade entre aqueles dois realizadores norte-americanos.

O filme é uma co-produção entre Estados Unidos, França e Portugal, com a presença do produtor Rodrigo Areias e de técnicos portugueses.

O SXSW, que anualmente tem contado com a presença regular de artistas portugueses, começou por ser - há quase trinta anos - um evento dedicado à música independente, tornando-se hoje um espaço de visibilidade internacional para novas bandas e realizadores.

O festival inclui centenas de concertos, exibições de cinema e conferências internacionais.

Este ano, a programação conta com nomes como Julian Assange, fundador do Wikileaks - que falou hoje numa conferência vídeo -, os músicos Snoop Dogg e Damon Albarn e as bandas Coldplay e Soundgarden.