As imagens privadas de Jennifer Lawrence e Kate Upton, entre outras das mais de 100 bem conhecidas atrizes, cantoras e celebridades, que recentemente foram postas a nu (literalmente) por um pirata informático, vão ser impressas em telas de tamanho natural e expostas num evento que se vai realizar em Los Angeles, nos EUA. A galeria Cory Allen Contemporary Art (CACA) anunciou que as fotos serão acrescentadas ao conceito «Fear Google» do artista XVALA, na exposição intitulada «No Delete».

«A apropriação por XVALA das imagens privadas das celebridades e o conceito «Fear Google» («Medo do Google») em geral ajudou a fortalecer o debate em curso sobre a privacidade na era digital», afirma em comunicado a galerista Cory Allen. «O conceito por detrás deste evento é uma reflexão sobre quem somos hoje. Todos nos tornamos "utilizadores" e, no final, todos somos "usados"», acrescenta.

De acordo com o britânico «The Independent», as fotos privadas, que não serão alteradas, figurarão ao lado de outras imagens de celebridades que XVALA recolheu no Google ao longo dos últimos sete anos. Em particular, fotografias dos que viram a privacidade devassada pela Internet ou por paparazzi.

Fotos de celebridades: Apple investiga

A exposição inclui imagens da cantora Britney Spears com a cabeça rapada na altura em que sofria de depressão e fotografias de Scarlett Johansson nua, a atriz que viu o «hacker» Christopher Chaney condenado a 10 anos de prisão em 2012.

«Na cultura atual, toda a gente quer saber tudo sobre todos. A privacidade de um indivíduo tornou-se no negócio de todo o mundo», afirma XVALA. «É dinheiro por cacha», constata.