O filme «A Gaiola Dourada», do realizador luso-francês Ruben Alves, está nomeado para os César, os prémios de cinema atribuídos em França, na categoria de Melhor Primeira Obra, escreve a agência Lusa.

Primeira longa-metragem de Ruben Alves, filho de emigrantes portugueses, «A Gaiola Dourada» foi o filme mais visto de 2013 em Portugal, com 754.195 espectadores e 3,8 milhões de euros de receitas.

Com Rita Blanco e Joaquim de Almeida nos principais papéis, o filme é um retrato da emigração portuguesa em França, a partir da história de uma porteira e de um empreiteiro a viverem há várias décadas em Paris.

A comédia, que valeu a Ruben Alves o prémio do público nos Prémios Europeus de Cinema e mais de um milhão de espectadores em França, já foi exibida no Brasil, em Macau, na Austrália e na Nova Zelândia, e deverá ser mostrada este ano no Museu de Arte Moderna (MoMa) de Nova Iorque.

Os prémios César, cuja lista de nomeados foi divulgada esta sexta-feira, são atribuídos pela Academia de Cinema de França aos melhores filmes estreado em sala.

Para melhor filme estão nomeados «A Vida de Adèle: Capítulos 1 e 2», de Abdellatif Kechiche, «Vénus de Vison», de Roman Polanski, «O Desconhecido do Lago», de Alain Guiraudie, «Neuf Mois Ferme», de Albert Dupontel, e «Les Garçons et Guillaume, à Table!», de Guillaume Gallienne.

Entre as nomeadas para o César de melhor atriz secundária está Julie Gayet (com o filme «Qaui d'Orsay»), que tem sido notícia nas últimas semanas por causa de um alegado relacionamento amoroso com o presidente francês François Hollande.

Os vencedores dos Césares serão conhecidos a 28 de fevereiro, em Paris.