Robert De Niro foi o escolhido para interpretar um papel deixado vago com o falecimento de James Gandolfini. A morte do ator, em junho, chegou a pôr em dúvida o arranque das gravações de «Criminal Justice», mas o site Deadline avança a mini-série televisiva da HBO vai mesmo ver a luz do dia.

No episódio piloto, Gandolfini vestiu a pele de um advogado de baixo perfil, na adaptação norte-americana de uma série originalmente produzida pela BBC no Reino Unido. De Niro aceitou interpretar a personagem feita para o falecido ator, enquanto que James Gandolfini será creditado como produtor executivo de «Criminal Justice».

As gravações da mini-série deveriam ter começado este verão, mas a morte de Gandolfini quase pôs um ponto final ao projeto. No entanto, os produtores de «Criminal Justice» decidiram avançar com os planos, em jeito de homenagem à dedicação e empenho mostrados pelo ator desde o início.

Embora não vá fazer parte da mini-série de sete horas da HBO, o episódio piloto gravado com Gandolfini foi um dos últimos trabalhos do ator. O filme «Enough Said» estreou postumamente durante o festival de Toronto, em setembro, enquanto que «Animal Rescue» deverá ser lançado nos cinemas durante o próximo ano.