A autópsia ao corpo de Philip Seymour Hoffman foi «inconclusiva», segundo o relatório revelado esta quarta-feira, noticia a Associated Press.

Os médicos legistas que realizaram a autópsia em Nova Iorque escusaram-se a adiantar quando será conhecida a causa oficial da morte do ator, mas explicaram que tal só será possível após uma nova série de exames ao corpo de Seymour Hoffman.

Os resultados de testes toxicológicos, para determinar a existência de substâncias anormais no organismo, podem demorar várias semanas até serem conhecidos.

Seymour Hoffman foi encontrado sem vida no seu apartamento em Nova Iorque, no domingo, e fonte ligada à investigação policial revelou que o ator tinha uma seringa espetada no braço, o que aponta para uma possível overdose de droga.

Na casa do ator foram também encontradas cerca de 50 doses de heroína em saquetas ainda por abrir, sendo que outras 20 já teriam sido usadas.

Na noite de terça-feira, as autoridades detiveram quatro pessoas suspeitas de estarem envolvidas na venda de heroína a Philip Seymour Hoffman. No sábado, o ator foi visto a levantar, de uma caixa automática, grandes quantias de dinheiro com que terá pagado a dois homens com quem se encontrou posteriormente.