O documentário «Reinventing the Royals», que se foca nas técnicas de manipulação mediática utilizadas pelo Príncipe Carlos, iria estrear no próximo domingo, mas a BBC adiou a sua emissão, após a alegada intervenção dos advogados da realeza britânica.

De acordo com a subsidiária BBC2, responsável pelo documentário de dois episódios escritos por Steven Hewlett, o adiamento deve-se a problemas com as filmagens de arquivo, mas o  Radio Times denuncia a intervenção de advogados de membros da monarquia britânica, onde se inclui o próprio Príncipe de Gales e a Duquesa da Cornualha. Alegações negadas pela casa real britânica.
 

O documentário centra-se nos métodos utilizados na melhoria da imagem do príncipe após a morte da Princesa Diana, por Mark Bolland, o profissional contratado para o efeito.

São descritas algumas técnicas, como aproveitar cada oportunidade para o mostrar como um pai viúvo e preocupado, que contribuíram para o fazer ganhar o apoio dos britânicos na união com a sua segunda esposa, Camilla Parker-Bowles.

Em «Reinventar a Família Real», cujas filmagens começaram há mais de um ano, constam importantes testemunhos nesta matéria, como o de Sandy Henney, acessora de imprensa do Príncipe Carlos na altura da trágica morte da Princesa do Povo.