O realizador português Vicente Alves do Ó conquistou os prémios de Melhor Realização e Melhor Filme com a longa-metragem «Florbela», no Festival de Cinema de Bogotá, que terminou na quinta-feira, na Colômbia, escreve a agêncua Lusa.

A 30ª edição do Festival de Cinema de Bogotá atribuiu o prémio máximo - Círculo Precolombino de Ouro - à produção portuguesa, atribuindo os galardões de melhor filme e melhor realização.

O Festival de Cinema de Bogotá é organizado pela Associação Internacional de Cinema e a sessão de encerramento aconteceu na quinta-feira, no Teatro México, na capital colombiana.

«Florbela» é uma ficção biográfica da escritora Florbela Espanca, protagonizada por Dalila Carmo, à frente de um elenco que inclui ainda Ivo Canelas, Albano Jerónimo e Anabela Teixeira.

No início do mês, o filme conquistou seis Sophia, prémios da Academia Portuguesa de Cinema, incluindo Melhor Realização, e Representação Feminina para Dalila Carmo e Anabela Teixeira.

«Florbela», que teve estreia comercial em Portugal em 2012, com mais de 40 mil espetadores, representará Portugal no 6º Festival de Cinema da União Europeia na China, que decorrerá em novembro, em três cidades chinesas.

Esta é a segunda longa-metragem assinada por Vicente Alves do Ó, de 42 anos, sucedendo a «Quinze Pontos na Alma».