Kristen Stewart revelou, em entrevista à «Marie Claire», que a poesia é outra das suas paixões, para além da representação.

Apesar de dizer que estava «muito envergonhada», a atriz leu um poema da sua autoria em voz alta, escrito há cerca de um ano, depois do fim da saga «Twilight».

O texto já foi classificado pelo jornal «The Independent» como «o pior poema de todos os tempos», mas Kristen afirmou ter orgulho no que escreve, tal como o faz no cinema.

«Eu gosto de atingir algo, tipo: "É isso mesmo". Não quero parecer extremamente pretensiosa, mas, depois de escrever alguma coisa, digo: "Uau, isto está de loucos!". O mesmo se passa com a representação: se filmo uma boa cena, fico sempre: "Uau, isto ficou mesmo fixe"», explicou à «Marie Claire».

O poema de Kristen Stewart, intitulado «My Heart Is A Wiffle Ball/Freedom Pole»:

«I reared digital moonlight

You read its clock, scrawled neon across that black

Kismetly... ubiquitously crest fallen

Thrown down to strafe your foothills

...I'll suck the bones pretty.

Your nature perforated the abrasive organ pumps

Spray painted everything known to man,

Stream rushed through and all out into

Something Whilst the crackling stare down sun snuck

Through our windows boarded up

He hit your flint face and it sparked.

And I bellowed and you parked

We reached Marfa.

One honest day up on this freedom pole

Devils not done digging

He's speaking in tongues all along the pan handle

And this pining erosion is getting dust in

My eyes

And I'm drunk on your morsels

And so I look down the line

Your every twitch hand drum salute

Salutes mine...»