O documentário histórico de homenagem «ao primeiro carteiro oficial do Canadá», o português Pedro da Silva, vai ser apresentado ao público no dia 25 de novembro, anunciou um dos promotores.

Em declarações à Lusa, o produtor e realizador Bill Moniz explicou que o documentário «Primeiro Carteiro no Canadá» será exibido em duas versões, em inglês e português, numa homenagem ao imigrante português do século XVII.

Pedro da Silva chegou ao país «entre 1672 e 1673», à «Nova França», onde hoje se localiza a província canadiana do Quebeque, tendo depois sido responsável pelas primeiras expedições de correio do país, salientou Bill Moniz.

A maior parte da pesquisa histórica que serviu de base ao documentário foi feita pelo investigador lusodescendente Carlos Taveira, que está a escrever um livro sobre a figura portuguesa. A colaboração de Francine DaSSylva, descendente do carteiro, «também foi importante», disse o produtor.

Pedro da Silva nasceu em Lisboa em 1647 e faleceu a 02 de Agosto de 1717, com cerca de 71 anos de idade, devido a febre amarela.

«Há registos que, em 1693, foi pago pelo transporte de um pacote de correspondência entre a cidade do Quebeque e Montreal, tendo recebido 20 soldos», naquela que foi a primeira expedição de correio do país, acrescentou Bill Moniz.

Segundo o produtor e realizador do documentário, Pedro da Silva «tornou-se famoso» devido ao trabalho de distribuição de correio, operação que assumiu posteriormente de forma regular.

«Foi o único, em que há registos, que efetuou o transporte de correio e mercadorias pelo rio São Lourenço durante a guerra entre França e os iroqueses [nação nativa que apoiava o império inglês], e foi também pioneiro na travessia daquele rio no inverno, num período em que estava encerrado à navegação dadas as temperaturas negativas», explicou.

Em 1705, o rei Luís XIV de França nomeou-o como «Mensageiro Real» na Nova França, começando também a entregar correspondência particular.

Foi inaugurada em 1938 na cidade de Montreal uma placa alusiva no edifício dos correios com uma referência ao «primeiro carteiro de que há registos no Canadá». Em 2003, os correios canadianos colocaram em circulação, durante dois anos, um selo de homenagem ao português.

O Pedro da Silva Heritage Group vai apresentar o documentário que tem a duração de quase 50 minutos, no dia 25 de novembro, pelas 19:30 locais (00:30 de 26 de novembro em Lisboa), no Oasis Catering e Convention Centre, em Mississauga.

«Pretendemos um reconhecimento mais duradouro de Pedro da Silva, um homem que também é pioneiro no campo da construção deste país e que não é de origem francesa nem inglesa», justificou o produtor.

O projeto tem diversos apoios por parte de instituições e empresas de lusodescendentes, bem como da Secretaria de Estado das Comunidades. O documentário tem um orçamento que ronda os 180 mil dólares (133,5 mil euros).

«O próximo passo deste projeto passa por colocar uma estátua em Otava, para que o Canadá inteiro passe a conhecer quem foi Pedro da Silva», concluiu Bill Moniz.