«O Quinto Poder», filme sobre o nascimento do site WikiLeaks e dos seus fundadores, abriu o Festival Internacional de Cinema de Toronto, no Canadá, na noite de quinta-feira. E, segundo um dos protagonistas, Julian Assange «não vai gostar» da película que o retrata.

«Não sou um homem de apostas, mas acredito que [o Julian Assange] não vai querer dar o seu apoio a este filme», afirmou Benedict Cumberbatch, citado pela BBC News, na conferência de imprensa em Toronto.

O ator britânico, que interpreta o próprio Assange, deixou assim transparecer que «O Quinto Poder» não tenta prestar favores aos homens que criaram o WikiLeaks.

O hispano-germânico Daniel Brühl veste a pele de Daniel Domscheit-Berg, co-fundador da organização que revelou milhares de documentos secretos. Assange e Domscheit-Berg são as figuras principais desta história que aborda um assunto bem atual.

Aliás, na conferência de imprensa, Benedict Cumberbatch escusou-se a comentar a atual situação de Julian Assange, há um ano a viver na embaixada do Equador em Londres, enquanto a Suécia tenta a sua extradição sob acusações de violação e abuso sexual de duas mulheres. O ator apenas disse que espera que o líder do WikiLeaks «possa continuar a fazer o seu trabalho».

«O Quinto Poder» é realizado por Bill Condon e está inserido na secção competitiva do festival de Toronto. A estreia nas salas portuguesas acontecerá no dia 17 de outubro.