O bailarino, ator e cantor português Nuno Silva está nomeado para os Prémios de Teatro de Manchester, pela participação no musical «Little Shop of Horrors», que esteve em cena de dezembro passado a janeiro deste ano.

A nomeação para a categoria de Melhor Ator num Papel Secundário distingue o desempenho de Audrey II, uma planta carnívora cuja marioneta Nuno Silva manobrava e à qual deu voz.

«Foi uma aposta, porque a personagem nunca tinha sido manipulada pela mesma pessoa que canta», disse à agência Lusa.

Normalmente, nesta peça, explicou, é costume a marioneta estar estática num canto, com um marionetista a manusear e o cantor nos bastidores.

Mas, como o palco do teatro Royal Exchange é circular, tal implicaria que não seria visível para todos os espetadores.

Assim, a produção optou por um modelo semelhante ao musical «War Horse» («Cavalo de Guerra»), no qual a marioneta do cavalo é operada em palco.

Além da interpretação, Nuno Silva apreciou também o envolvimento no processo de criação e aperfeiçoamento técnico do engenho.

«Foi um dos papéis mais estimulante, mas também recompensador e deu-me um gozo enorme fazê-lo», confiou.

«Little Shop of Horrors» («A lojinha dos horrores»), que foi produzida especialmente o Teatro Royal Exchange em Manchester para o período do Natal, está também nomeada para o prémio de Melhor Musical e de Melhor Cenografia.

Os vencedores serão anunciados esta sexta-feira, em Manchester, durante uma noite de gala no Royal Northern College of Music

Os prémios distinguem os profissionais do teatro da cidade no noroeste de Inglaterra, abrangendo 20 categorias. A escolha será feita por um painel de 11 críticos locais de teatro.

Nuno Silva mudou-se para o Reino Unido em 1997, onde completou estudos superiores e construiu carreira como dançarino e coreógrafo de dança contemporânea, teatro e ópera.

O gosto pelo fado levou-o à encenou e interpretação, no ano passado, de um espetáculo chamado «A Darker Shade of Fado», onde, além de dançar, também cantava.

Para este ano tem programadas participações no «Mercador de Veneza», no teatro shakespeariano Globe, em Londres, entre abril e junho, e em «wonder.land», produção que conta com música de Damon Albarn.