«A Propósito de Llewyn Davis» foi o grande vencedor dos prémios atribuídos pela National Society of Film Critics. O círculo que reúne os mais conceituados críticos de cinema norte-americanos atribuiu quatro prémios ao novo filme dos irmãos Coen.

Melhor Filme, Melhor Realizador (Joel e Ethan Coen), Melhor Ator Principal (Oscar Isaac) e Melhor Fotografia (Bruno Delbonnel) foram as categorias em que «A Propósito de Llewyn Davis» brilhou.



A película que acompanha um músico folk na Nova Iorque dos anos 1960 ficou bem à frente da concorrência no prémio para Melhor Filme, com 23 votos contra 17 de «Golpada Americana» e 16 de «12 Anos Escravo» e «Her».

Cate Blanchett foi distinguida com o prémio para Melhor Atriz Principal («Blue Jasmine»), enquanto que as categorias secundárias de interpretação foram ganhas por James Franco («Spring Breakers») e Jennifer Lawrence («Golpada Americana»).

«A Vida de Adèle» venceu o prémio para Melhor Filme Estrangeiro, colhendo mais um triunfo na caminhada para as nomeações para os Óscares, enquanto que Richard Linklater, Julie Delpy e Ethan Hawke foram distinguidos com o prémio para Melhor Argumento, pelo trabalho em «Antes da Meia-Noite».

Para melhor documentário (categoria intitulada de Melhor Filme Não-Ficcional) a National Society of Film Critics escolheu, em ex-aequo, «The Act of Killing» e «At Berkeley».