Loretta Young era uma das grandes beldades da Hollywood. Faleceu em 2000, mas 15 anos depois da sua morte, eis que surge a revelação de um segredo completamente inesperado: teve uma filha com o ator Clark Gable. 


                                          Loretta Young e Clark Gable [YouTube]

A nova biografia "Young para Sempre: a Vida, os Amores e a Fé Duradoura de uma Lenda de Hollywood", escrita por Joan Wester Anderson, conta como tudo se passou e chegou às livrarias norte-americanas na passada sexta-feira. 

A atriz só admitiu o segredo à sua biógrafa pouco antes de morrer. O caso amoroso entre as duas estrelas de Hollywood começou durante uma viagem de comboio depois de terminadas as gravações de "Call of the Wild", em 1935. 



O romance sempre foi alvo de rumores em Hollywood, mas nem Loretta nem Clark assumiram o que quer que fosse. Ficou grávida aos 23 anos e outra revelação surpreendente é que deu a relação sexual que originou a gravidez poderá ter sido forçada, terá tido contornos de violação.

Segundo a família da atriz, Loretta - que era uma católica devota - levou alguns anos para refletir e entender que a relação teria sido fruto de um abuso. Ao ouvir o significado do termo "date rape" (abuso cometido por uma pessoa que conhece a vítima) no programa "Larry King live", comentou com a nora que aquilo tinha acontecido com ela: "Isso foi o que aconteceu entre mim e Clark", lê-se no livro.

A sua filha Judy Lewis já tinha contado, noutra biografia, que o seu pai era um dos grandes galãs das telas de cinema. Precisamente um dos protagonistas de "E Tudo o Vento Levou", Clark Gable.





A confirmação oficial, porém, surge só agora, já sem Loretta, mas pela sua voz, na sua última biografia. Nenhum dos três está cá para ser confrontado com a história: Judy morreu em 2011 e o Gable em 1960. A filha só soube da existência do pai quando tinha 23 anos. 


Como se consegue esconder um filho?


Eis a questão. Loretta recebeu o Óscar de melhor atriz em 1947, pelo filme "A Filha do Fazendeiro" e, depois disso, viajou para a Europa onde viveu a gravidez. Só voltou à Califórnia para ter o bebé. Conseguiu dar à luz, esconder a filha (enviando-a para um orfanato, em S. Francisco) e adotá-la um ano depois.

E Clark Gable, sabia? Primeiro, é de sublinhar que ele já era casado pela segunda vez e ter filhos fora do casamento era muito mal visto naquele tempo, sobretudo no que toca às mulheres que colaboravam para a traição. 

A atriz tentou encobrir a verdade como pôde, mas o ator descobriu através de um telegrama que dizia: "Nasceu uma menina loira, bonita, de olhos azuis, às 8h15m desta manhã". No entanto, nunca reconheceu a filha. 

O caso terá de ser entendido à luz dos anos 30: o papel da mulher na sociedade, por um lado; o que significava ser uma estrela de cinema, por outro. A imagem que os dois atores tinham era maior do que aquilo que a sua vida pessoal representava. Afinal eram estrelas de Hollywood e todos ficariam a perder se a verdade fosse revelada. Foi o que pensaram e morreram com o segredo. Mas deixaram-no em livro para a posteridade.