O livro de Glenn Greenwald sobre as revelações de Edward Snowden acerca da espionagem norte-americana, «No Place to Hide», vai ser adaptado ao cinema pelos estúdios Sony, que anunciaram a compra dos direitos de autor da obra, esta terça-feira.

De acordo com a publicação especializada Hollywood Reporter, o filme será produzido por Michael G. Wilson e Barbara Broccoli, responsáveis por filmes da saga James Bond.

O livro, publicado na terça-feira nos Estados Unidos e que está a ser traduzido para mais de 20 línguas, dá a visão de Greenwald sobre os acontecimentos do ano passado, que levaram à publicação de uma série de reportagens sobre os programas de espionagem da Agência de Segurança Nacional norte-americana (NSA, na sigla em inglês).

O diário norte-americano Washington Post e a edição eletrónica norte-americana do britânico Guardian ganharam em abril o Prémio Pulitzer de serviço público por uma série de artigos que expuseram os programas de vigilância globalizada da NSA.

Uma equipa de 28 jornalistas do Washington Post, liderada pelo repórter Barton Gellman, e Glenn Greenwald, o então repórter principal do Guardian US para as histórias relacionadas com os programas secretos da NSA, basearam as suas reportagens em documentos secretos que lhes foram passados por Edward Snowden, o ex-analista governamental que se exilou na Rússia, desencadeando alguma controvérsia em torno dos premiados deste ano.