O escritor norte-americano Paul Auster e o sul-africano JM Coetzee encontram-se esta quarta-feira no Museu Nacional de História Natural e da Ciência, em Lisboa, para ler excertos da correspondência que mantiveram durante três anos, escreve a agência Lusa.

O encontro dá-se a convite do Lisbon & Estoril Film Festival, onde tanto Paul Auster como JM Coetzee já estiveram em edições anteriores.

Consta que a passagem de ambos pelo festival surge nas cartas que foram escrevendo entre 2008 e 2011 e que foram publicadas em livro em maio nos Estados Unidos, com o título «Here and Now» («Aqui e Agora»).

Esta amizade epistolar começou por iniciativa de Coetzee, Nobel da Literatura em 2003, e prolongou-se por três anos, durante os quais os dois escritores trocam impressões sobre processos criativos, atletismo, xadrez, economia, cinema ou sobre o desconforto perante a tecnologia.

No entanto, escreveu o jornal «The Guardian», em maio, as cartas estão «despidas de qualquer coisa que se assemelhe à má língua ou indiscrição, coisas que normalmente tornam a leitura da correspondência privada dos outros um "prazer culpado"».

Já para a revista «New Statesman», o livro é «um espetáculo que envolve tanto espectadores como participantes: Há qualquer coisa aqui de partida de ténis, um jogo que é por si só sujeito a escrutínio».

Em Portugal, a convite do festival, com Paul Auster estão a mulher, a escritora Siri Hustevdt, e a filha de ambos, a cantora Sofie Auster.

Paul Auster, de 66 anos, publicou recentemente o registo de memórias «Relatório do Interior».

JM Coetzee, de 73 anos, conta, entre as obras publicadas em Portugal, com «Verão», «Desgraça» e o mais recente «A Infância de Jesus».

O Lisbon & Estoril Film Festival termina no próximo dia 18 de novembro.