O filme «Fish & Cat», do realizador iraniano Shahram Mokri, foi considerado o melhor da competição oficial do sétimo Lisbon & Estoril Film Festival, escreve a agência Lusa.

«Fish & Cat», distinguido este ano no festival de Veneza, é a segunda longa-metragem de Mokri e inspira-se na história verídica de um restaurante que servia carne humana.

O filme foi rodado num único «take», «combinando a experimentação formal e o suspense do cinema de horror, com um sentido de humor raro na cinematografia iraniana», sustenta a organização.

O prémio especial do júri, João Bénard da Costa, foi atribuído em ex-aequo aos filmes «Harmony Lessons», de Emir Baigazin, e «La Última Película», de Raya Martin e Mark Peranson.

«Das Merkwürdige Kätzchen» («O Gatinho Curioso», em tradução literal), de Ramon Zürcher, venceu o prémio CineEuropa.

Na área das curtas-metragens, o júri elegeu «Primária», de Hugo Pedro, da Escola Superior de Teatro e Cinema, atribuindo menções honrosas a «Welkom», de Pablo Munoz Gomez, «La Prima Legge di Newton», de Piero Messina, e «Untitled», de Jorge Romariz.

Este ano, pela primeira vez, a competição abriu-se ao cinema de todo o mundo e não apenas à mais recente produção europeia.

Os prémios serão entregues esta noite, na cerimónia de encerramento do festival, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, que contará com o espetáculo «Robot», que assinala os vinte anos da companhia da coreógrafa espanhola Blanca Li.

Segundo a organização, na cerimónia estão confirmadas as presenças da atriz Juliette Binoche, do realizador James Gray, dos escritores Paul Auster, Siri Hustvedt, JM Coetzee e Don DeLillo, além do júri oficial, composto pelo músico Arto Lindsay, o maestro Diego Masson, a artista plástica Dominique Gonzalez-Foerster e o argumentista Carlos Saboga.

Os presidentes das autarquias de Lisboa, António Costa, e de Cascais, Carlos Carreiras, e o ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro, também são esperados na cerimónia, assim como os atores Nuno Lopes e Joana de Verona, os músicos Paulo Furtado e Rita Redshoes e o artista plástico Julião Sarmento.

Durante onze dias, a sétima edição do festival contou com dezenas de filmes, entre antestreias nacionais e retrospetivas, contando com a presença em Portugal de figuras como os realizadores James Gray, Aleksandr Sokurov, Abdellatif Kechiche, Gianfranco Rosi, Arnaud Desplechin, Roman Coppola e a atriz Juliette Binoche.

Ausentes estiveram o ator Gerard Depardieu, previsto no programa inicial, e o realizador Wong Kar-Wai, alvo de uma retrospetiva no festival.