O filme «Gambozinos», de João Nicolau, conquistou o Grande Prémio da Curta-Metragem no Festival International du Cinéma Méditerranéen de Montpellier, que abriu a 25 de outubro e encerrou no sábado, escreve a agência Lusa.

De acordo com o site do festival, o realizador português vai receber 4000 euros associados ao prémio pela curta-metragem estreada este ano, resultado de uma coprodução Portugal/França.

O júri do festival de Montpellier atribuiu também uma menção especial ao filme «Skok»», de Petar Valchanov e Kristina Grozeva (Bulgária, 2012).

O filme de João Nicolau recebeu em maio o prémio de melhor curta-metragem na Quinzena dos Realizadores, em Cannes, e estreou-se em Portugal em outubro, em sala de cinema, com outras três curtas-metragens portuguesas.

«Rei Inútil», de Telmo Churro, «Entrecampos», de João Rosas, e «Na Escola», de Jorge Cramez, são as outras três produções, com retratos de infância e adolescência, à semelhança de «Gambozinos».

Os quatro filmes chegaram ao circuito de exibição comercial, com a estreia no Cinema City Alvalade, onde, segundo a produtora O Som e a Fúria, «Gambozinos» continua em exibição.

«Gambozinos» centra-se na história de um rapaz de dez anos numa colónia de férias. O filme é protagonizado por Tomás Franco, Paulo Duarte Ribeiro, Pedro Leitão, Isabel Portugal e Ana Sofia Ribeiro.