O diretor e consultor de estúdios de cinema Tom Sherak, que presidiu à Academia de Hollywood entre 2009 e 2012, morreu na terça-feira em Calabasas, Los Angeles, EUA, aos 68 anos, vítima de doença prolongada, revelou a família.

Sob a direção de Tom Sherak, a organização que atribui os óscares instaurou um sistema de votação eletrónica para escolher os vencedores das estatuetas, aumentou de cinco para dez os nomeados na categoria de melhor filme e concluiu o projeto de construção de um museu da Academia de Hollywood.

Em julho de 2012, Tom Sherak foi substituído nas funções da Academia por Hawk Koch.

Atualmente desempenhava as funções de assessor das autoridades locais e Los Angeles para colocar em marcha um plano que permitiria aumentar as filmagens na cidade e já tinha sido consultor de estúdios como o Marvel e Relativity Media.

Ao longo da sua carreira, Tom Sherak foi durante 17 anos executivo da 20th Century Fox, presidiu à divisão nacional de cinema da companhia e foi acionista do Revolution Studios onde teve a cargo a supervisão do lançamento de filmes como «Black Hawn Down» e «Hellboy».