J.K. Rowling, autora de Harry Potter, deu uma resposta brilhante a uma fã que lhe perguntou «porque é que Dumbledore era gay». O grupo de direitos das Lésbicas, Gays, Bissexuais e Tavestis (LGBT) já agradeceu à autora.

Em 2007, Rowling fez vários esclarecimentos aos fãs sobre as personagens da saga e afirmou que Albus Dumbledore, um dos mais poderosos feiticeiros e diretor assistente da escola de magia «Hogwarts» era homossexual. Uma das fãs, Ana Kocovic, parece não ter gostado da revelação e na passada terça-feira questionou a autora no Twitter: «Pergunto-me porque disse que Dumbledore é gay, porque eu não consigo vê-lo dessa forma?»

Rowling não ignorou o comentário e respondeu a Kocovic: «Talvez porque as pessoas homossexuais parecem-se com...pessoas?». 
 
A fã voltou a dirigir-se à autora, mas desta vez como forma de se redimir pela pergunta que anteriormente tinha feito. «Surpreendente resposta...sim está absolutamente certa. Como uma inspiração», escreveu Kocovic.

Vários foram os fãs que ficarem positivamente impressionados com a resposta de Rowling e mostraram o apoio à autora através do Twitter.
«É ótimo que J.K.Rowling tenha dito isto. Mostra que não há limites para o que os gays e lébicas podem fazer, mesmo sendo um diretor assistente», afirmou o grupo de direitos LGBT.

Quando a autora falou a primeira vez sobre a sexualidade de Dumbledore confirmou que o feiticeiro estava solteiro e que esteve apenas uma vez apaixonado pelo amigo de infância Gellerft Grindelwald, que acabou por se tornar um bruxo das trevas extremamente perigoso, tendo até derrotado Dumbledore.

«A paixão pode cegar-nos», afirmava a autora ao descrever o amor de Dumbledore por Grindelwald como uma «grande tragédia».