«Gravidade» chega esta quinta-feira aos cinemas portugueses com George Clooney e Sandra Bullock no papel de dois astronautas apanhados num acidente em pleno espaço. Mas os protagonistas deste thriller de ficção científica do realizador Alfonso Cuarón poderiam ter sido outros...

A revista «Variety» recorda que Robert Downey Jr foi o primeiro ator a mostrar interesse em participar no filme. Estávamos em 2010 e já tinham passado quatro anos desde que Alfonso Cuarón começou a planear «Gravidade».

A Universal Pictures, que tinha lançado «Os Filhos do Homem», chegou a estar ligada ao projeto, mas acabou por desistir, deixando a vaga aberta aos estúdios da Warner Bros., que em 2004 tinham produzido outro dos filmes do realizador mexicano, «Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban».

Com Downey Jr. quase certo para o papel masculino, Angelina Jolie foi a pretendida para contracenar com o ator que vivia o sucesso do primeiro «Sherlock Holmes». Mas as negociações com a atriz não chegaram a bom porto. A Warner Bros. ainda pensou em recrutar Blake Lively, mas os 23 anos (na altura) da atriz não seriam convincentes para o papel de uma mãe de família.

Natalie Portman, vencedora do Óscar para Melhor Atriz Principal em 2011, por «Cisne Negro», foi a escolha seguinte, mas a gravidez e o desejo de fazer uma merecida pausa na carreira invalidaram essa possibilidade.

Foi então que surgiu Sandra Bullock, que estava afastada do grande ecrã desde 2009. Depois do Óscar para Melhor Atriz Principal, por «Um Sonho Possível», a atriz procurava um novo desafio. Finalmente, «Gravidade» parecia estar pronto para começar a ser rodado.

Porém, aquele que estava praticamente assegurado como ator principal masculino do filme, foi obrigado a desistir. Com todos os atrasos na escolha do elenco, Robert Downey Jr. deixou de ter a agenda livre - afinal de contas, os franchises «Homem de Ferro» e «Os Vingadores» estavam prontos para tomar de assalto as bilheteiras.

Poderia ter sido o fim definitivo de um projeto que nunca viria a sair da gaveta, mas num golpe de sorte, ou de pura coincidência, George Clooney acabou por estar disponível para começar a rodar «Gravidade» no início de 2011.

E a perseverança de Alfonso Cuarón e da Warner Bros. parece ter resultado - o realizador mexicano fez, finalmente, o filme que queria, e «Gravidade» já faturou mais de 66 milhões de euros nas bilheteiras em todo o mundo.