O filme «Luminita», do realizador português André Marques, venceu o grande prémio do Festival Internacional de Curtas-Metragens que terminou no sábado em Drama, na Grécia, anunciou o autor.

Com este filme, a sua quarta curta-metragem, André Marques conquistou um prémio monetário de quatro mil euros.

Na página oficial do festival na Internet, o júri sustenta que «Luminita demonstra as excelentes capacidades da arte de filmar [de André Marques], a todos os níveis, incluindo realização, interpretação, fotografia, utilização da música e o poderoso simbolismo de se contar uma história».

«Luminita», rodado na Roménia, é candidato ao prémio Sophia de melhor curta-metragem (da Academia Portuguesa de Cinema) e soma cinco prémios, nomeadamente do Festival de Curtas de Vila do Conde e do festival de Gijón.

O filme, sobre dois irmãos que se reencontram no funeral da mãe, tem estado a ser exibido em itinerância pelo país, juntamente com a longa-metragem «Quando a noite cai em Bucareste ou Metabolismo», de Corneliu Porumboiu.

André Marques, nascido em Setúbal em 1984, é autor das curtas-metragens de ficção «João e o Cão», «O Lago», «Schogetten» e «O avô» e prepara atualmente a sua primeira longa-metragem de ficção, intitulada «O Bêbado».