«Percebemos que havia interesse em certos filmes e que se podia trabalhar, de uma forma mais consistente, essa aposta na divulgação internacional», explicou Margarida Moz.


«Estabelecemos um agenciamento de proximidade para cada filme, acompanhando se possível desde a fase de finalização, para traçar uma estratégia de internacionalização», referiu.